Meu condomínio está com dívidas, e agora?

Reduzir a inadimplência em um condomínio é a preocupação de qualquer síndico, independente do tamanho deste condomínio, por isso, vamos mostrar como você síndico, pode diminuir esta situação.

Como reduzir a inadimplência em meu condomínio?

A inadimplência atrapalha o controle financeiro dos síndicos que, por consequência, sem dinheiro em caixa, acabam cortando gastos que afetam os moradores que estão em dia com suas obrigações. Ter o controle e promover a cobrança desses inadimplentes faz com que o caixa fique em ordem. Veja a seguir dicas essenciais para melhorar ou até zerar a inadimplência do seu condomínio:

●   Os moradores devem saber que o condomínio não é entidade com fins lucrativos.

O dinheiro arrecadado com as taxas condominiais se destina única e exclusivamente a manutenção do condomínio, será vital para todos os moradores. Não havendo o pagamento integral das taxas todos os moradores serão prejudicados.

●   Mostre aos condôminos a situação real do condomínio.

Uma forma de inibir a inadimplência é demonstrar efetivamente a saúde financeira do condomínio. O síndico deve fazer ou solicitar a sua administradora o balanço econômico para exibir ao condôminos.

●   Promova a consciência entre moradores.

Sabemos que imprevistos ocorrem e as vezes as dificuldades financeiras aparecem impedindo o condômino de honrar seu compromisso. A multa legal de 2% muitas vezes incentiva o condômino a optar em realizar o pagamento de outra dívida com multa e juros mais elevados. Se os moradores tiverem consciência de seu dever no condomínio, sabendo que o bem-estar de todos depende do pagamento em dia, poderão optar em realizar o pagamento da taxa de condomínio em detrimento de outra.

●   Ter regras é importante.

Conselhos de condomínios têm costume de criar regras bem rígidas para os moradores, sobre cobrança não deve ser diferente. O síndico deve deixar os moradores cientes de que, a partir de determinado número de taxas em atraso, haverá notificação de cobrança.

●   Esteja dentro da lei.

Uma das formas de estar dentro da lei é seguir as normas de cobrança descritas na convenção ou regimento interno do condomínio. Contratar uma empresa especializada em cobrança é o caminho mais fácil, pois as leis são seguidas fielmente de forma a preservar o condomínio. Ademais, a empresa de cobrança normalmente conta com profissionais habilitados para realizar a cobrança judicial, se este for o caso.

●   Obrigações devem ser cumpridas.

O condômino tem direitos e deveres como em qualquer outro ambiente. Dentre esses, o obrigação de realizar o pagamento em dia da taxa de condomínio é umas das mais importantes uma vez saber que o inadimplemento pode trazer graves consequências.

●   Esteja aberto para negociar.

Renegociações são sempre bem-vindas, o escritório de cobrança pode ouvir o morador e analisar sua situação atual. Ambas as partes precisam firmar um acordo coerente, onde todos sairão beneficiados.

●   Vai avisar sobre o débito, avise com antecedência.

Veja quem está devendo mais de duas parcelas e crie uma lista para promover a notificação extrajudicial antes, dando condições para que o condômino inadimplente possa se programar para quitar sua dívida.

●   Nunca exponha quem deve.

A legislação nacional proíbe toda e qualquer forma de exposição de devedores. Assim, o síndico precisa estar atento na forma de realizar a cobrança para evitar o pagamento de indenização por danos morais. indenizar. Tenha cuidado e prefira ter discrição para evitar problemas.

●   Acumular dívidas pode ser um transtorno interminável.

Seria ideal que o condômino inadimplente procurasse a administração do condomínio para saldar sua dívida. Contudo, não ocorrendo em 30 dias, deve o síndico tentar resolver a situação sob pena de causar prejuízo ao condomínio.

O que acontece com quem não paga o condomínio?

A taxa de condomínio residencial, é a mais importante de todas. Com ela o síndico pode contratar terceirizados, manter as instalações de água, luz e gás em dia, ou seja, deixar o condomínio em ordem. Se os moradores não pagam a taxa, há a possibilidade de ser cortados serviços essenciais, como a manutenção e obrigações trabalhistas.

Caso a pessoa tenha feito a compra de um apartamento devedor, ela deverá cobrir despesas como: “multas, correção, juros, custas processuais e honorários advocatícios”. Há ainda, o  Código Civil que fala sobre aquela  cobrança de multa de 2% e juros de até 1% ao mês, referente a dívida que foi atrasada. Existem punições sérias para aqueles que não pagam o condomínio, eles não podem frequentar reuniões, e também há casos em que, a pessoa não pode usar nem área de lazer. Em estados como “SP, RJ, CE, AM”, o escritório de cobrança pode enviar boletos vencidos para protesto, e fazer a inclusão do CPF devedor no SERASA.

Saiba que, até inadimplentes possuem direitos.

Como dissemos acima, expôr moradores pode se transformar em uma ação judicial contra o condomínio. O caso é tão grave que, mesmo devendo um valor alto, os moradores jamais devem ser expostos. Tenha cuidado ao querer cortar água e luz de um devedor, pois mesmo que ele não tenha pago, isso pode se virar contra o condomínio. Perante a lei, certas medidas precisam de análise.

Que benefícios o síndico terá quando ele contratar a Pontual Cobranças Garantidas?

Um escritório de cobrança pode fazer todo o processo de negociação com moradores, sem que o síndico tenha que se expor diante de seus amigos e vizinhos. O escritório pode enviar notificações, fazer ligações, enviar boletos por e-mail, etc. Tudo o que diz respeito ao processo de cobrança, para deixar o caixa do condomínio em ordem será feito, o condomínio também contará com o auxílio para a obtenção de adiantamentos para negociações de obras de emergência.

Em outras palavras…

Reduzir a inadimplência em condomínio é possível se síndicos e moradores criarem consciência de que, a taxa de condomínio é útil para todos. Se você ainda possui algum tipo de dúvida com relação às dívidas, você pode entrar em contato conosco clicando nesse link ou via telefone(48) 3084-8890, que nós iremos sanar todas as suas dúvidas.

Condomínios se não forem bem administrados, podem entrar em um conflito profundo com a justiça, e os moradores não terão recursos para ampliar a área de lazer, ou fazer outras benfeitorias no condomínio. A inadimplência em condomínios, é um problema que vem se propagando Brasil a fora. Os síndicos precisam encontrar soluções legais para deixar a saúde financeira do caixa em dia. Para os que moram em condomínio, a dica é, saiba que o dinheiro que você paga não vai apenas ao síndico, ele deve dar prioridades para onde o dinheiro deve ir, e assim trazer muitos benefícios a todos os moradores e a ele próprio, já que o síndico também é morador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *